7 dicas para fazer os melhores cartazes promocionais no PDV
Gestão de Negócios

7 dicas para fazer os melhores cartazes promocionais no PDV

Pricefy

9/10/2018

This is some text inside of a div block.
April 30, 2021
This is some text inside of a div block.

Cartazes promocionais no ponto de venda (PDV) são um dos investimentos de melhor custo-benefício no varejo, por três motivos: eles se dirigem a consumidores que já estão na loja com a intenção de comprar; podem ser facilmente testados e substituídos, com baixo custo; e comunicam uma oferta de forma sucinta e direta, contribuindo para elevar o ticket médio do seu consumidor.

Neste artigo, você vai entender o que um cartaz deve conter. Logo em seguida, vai conferir sete dicas incríveis e fáceis de adotar para turbinar suas vendas com cartazes promocionais.

Qual conteúdo deve ser incluído em cartazes promocionais?

Antes de pensar no design do cartaz, é necessário definir seu objetivo. As escolhas de texto, cores, tamanho e possíveis imagens serão feitas com esse objetivo em mente.

Assim, comece seu cartaz promocional pensando em:

  • qual a mensagem que o cartaz pretende comunicar (de preferência, uma mensagem só!);
  • qual clima ou emoção o cartaz vai transmitir;
  • qual setor da loja o cartaz estará.

Em um PDV, os sentidos do cliente estão sujeitos a muitos estímulos (etiquetas, preços, produtos, prateleiras, vendedores, outros clientes etc.). Por isso, é importante definir uma mensagem simples que possa ser entendida em poucos segundos.

A localização dos cartazes promocionais também é importante. Em uma loja de departamentos ou supermercado, os cartazes provavelmente variam em design e cores de acordo com a seção. Um cartaz no setor de frutas será muito diferente daquele reservado à parte de produtos de informática.

Quais as 7 melhores dicas para fazer cartazes promocionais?

1. Comece com um template (modelo) pré-pronto

Em vez de reinventar a roda, a melhor pedida em qualquer trabalho costuma ser inspirar-se em bons exemplos já feitos. Experimente fotografar com seu celular cartazes que te chamam a atenção em lojas que você frequenta. Ou consulte bancos de imagens online. Plataformas online de cartazeamento também podem oferecer ótimos modelos pré-prontos para o seu varejo.

2. Hierarquize as informações

Você já ouviu dizer que lemos da esquerda para a direita e de cima para baixo, certo? Bom, isso só é verdade se o texto for disposto de forma igual. Preste atenção neste post que você está lendo. Você provavelmente bateu o olho primeiro nos títulos maiores e só depois começou a ler este parágrafo. Com o cartaz é a mesma coisa. Seu cliente vai ler primeiro a informação que você destacar. Como vimos anteriormente, essa informação vai depender do seu objetivo. Pode ser o preço, o número de parcelas, ou palavras como "novidade", "importado", "exclusivo", "últimos dias" etc.

3. Escolha as melhores cores e a tipografia

O uso adequado de cores faz toda a diferença em cartazes promocionais. É muito tradicional o uso do (texto) preto sobre o (fundo) amarelo, e não é à toa: esse contraste dá muita legibilidade, mesmo em tamanho pequeno. Porém, essa combinação não é adequada para todos os espaços ou tipos de produtos. Cores fortes como amarelo e vermelho são comuns em supermercados, mas podem transmitir a ideia errada de "barato" na seção de eletrônicos.

O mesmo cuidado deve ser observado com a tipografia, a famosa "fonte de letra", que deve casar com aquele produto ou oferta. Produtos mais baratos podem ser anunciados com tipografias mais informais, despojadas. Já produtos sofisticados ou gourmet pedem letras mais rebuscadas. De uma forma ou de outra, evite tipografias muito complexas, das que só podem ser compreendidas impressas em tamanho muito grande: nem todos os clientes verão o cartaz de perto, e o objetivo deve ser comunicar de forma rápida e simples.

4. Tenha cuidado com a identidade visual da sua empresa

Os cartazes promocionais no PDV são muito sensíveis para a sua marca, já que estão dentro da sua loja e serão percebidos pelos consumidores como parte da experiência de compra. Portanto, o design deles não pode se divorciar da identidade e das cores da empresa. Se a sua cor é o vermelho e seu principal concorrente usa o verde, pode ser uma boa ideia evitar o verde nos seus materiais de comunicação.

Isso vale para outros elementos do design além das cores. Uma loja sofisticada de roupas não usa cartazes grandes e chamativos destacando o preço baixo. Em vez disso, são usados pequenos suportes na vitrine, com letras menores, destacando a grife, por exemplo. Qualquer mensagem é sempre subordinada ao objetivo, que é definido primeiro.

5. Não use mais de três tipografias

"Menos é mais" quando o assunto é cartaz. Menos texto, menos cores, mais concisão: tudo isso vai ajudar no entendimento da mensagem. Muitos cartazes no varejo usam uma única tipografia e apenas duas cores (a do fundo e do texto). Cartazes mais complexos podem funcionar, mas, quanto mais elementos, mais será difícil equilibrá-los e hierarquizá-los. Para não errar, comece com os modelos mais simples.

6. Use o esquema CMYK

Programas de computador que fazem cartazes e outras ilustrações trabalham com dois esquemas de cores: RGB ("cor-luz") e CMYK ("cor-tinta"). O primeiro é adequado para trabalhar imagens que serão vistas na tela de um computador ou smartphone. Mas como estamos falando de cartazes impressos, é importante produzi-los em CMYK para evitar que, na hora da impressão, as cores saiam erradas.

7. Planeje o cartaz para os formatos adequados

Seu cartaz deve ser desenhado pensando nos padrões de papel existentes. É importante incluir linhas corte e sangrias que permitam que o cartaz fique "inteiro" mesmo após ser recortado. O design também deve assegurar que as informações estejam legíveis mesmo de longe; isso vai maximizar o número de clientes no PDV expostos à mensagem.

Agora que você conheceu nossas dicas, que tal vê-las aplicadas na prática? Confira esses cartazes feitos no Carrefour Market ou esses do prório Pricefy como exemplos. Nosso álbum de fotos no Instagram e Facebook estão cheios de bons cartazes promocionais para você se inspirar.

A tecnologia em e-marketing ou vitrines inteligentes pode continuar se sofisticando, mas os bons e velhos cartazes promocionais continuarão tendo seu lugar para comunicar ofertas e alavancar vendas. Experimente algumas ou todas as nossas dicas e depois nos conte dos resultados.

Gostou das nossas dicas para fazer cartazes melhores? Então compartilhe este post nas suas redes sociais para mais pessoas conferirem!

Conteúdos relacionados