Por que ninguém se importa com a identidade de marca da sua empresa?

Por que ninguém se importa com a identidade de marca da sua empresa?

Pricefy

14/12/2017

This is some text inside of a div block.
September 3, 2021
This is some text inside of a div block.

Você já pensou, em algum momento, que ninguém se importa com a identidade de marca do seu negócio? Embora isso possa parecer desanimador, trata-se de um problema comum, que afeta até mesmo grandes empresas.

Por isso, é fundamental sempre se aprofundar em temas como identidade e padronização de marca. Dessa forma, será mais fácil entender tudo o que o empreendimento precisa para atrair e fidelizar, além de transmitir as mensagens desejadas aos clientes de forma inovadora.

Neste post você entenderá o que é identidade de marca, os problemas que podem fazer com que as pessoas não prestem atenção nesse ponto e como resolver tais dificuldades. Continue a leitura e saiba mais!

O que é identidade de marca?

A identidade de uma marca pode ser definida por nomes, termos, símbolos ou outra característica que a diferencie das demais, a partir de uma personalidade própria. Mais do que isso, ela expressa ao mercado interno e externo os atributos e objetivos da instituição, além da cultura empresarial em que está inserida.

Isso inclui os pronunciamentos da empresa, os valores e a forma com que os conceitos são comunicados ao público, com o planejamento de quais emoções os clientes devem sentir ao se relacionarem com o negócio.

Principais características

Uma identidade de marca deve declarar as seguintes informações da organização:

  • visão;
  • missão;
  • essência;
  • personalidade;
  • posicionamento no mercado.

A visão se refere aos serviços e produtos que são oferecidos e àqueles que não são. Assim, mostra-se o que a empresa faz de exclusivo e quais são os objetivos para o futuro do negócio.

Já a missão lida com as necessidades do público que devem ser nutridas, os princípios empresariais e os motivos que levam um cliente a escolher a marca (e não a concorrência). E a essência define as emoções que as pessoas devem sentir ao consumir seus produtos e serviços, bem como a personalidade empresarial.

Por fim, a personalidade estabelece a forma com que a marca se expressa (como formalidade ou informalidade, pragmatismo ou personalização). E a posição de mercado, por sua vez, deve definir qual é o público-alvo e como você pretende atendê-lo.

Da teoria à prática

Depois desse processo de planejamento, chega o momento de desenvolver o logotipo e as demais criações. Tudo deve ser simples e de fácil reprodução nos mais variados tamanhos.

Escolha, também, a paleta de cores a ser utilizada nas produções visuais. Lembre-se da importância dessas tonalidades para seus visitantes e clientes, criando reações e sentimentos nas pessoas que se relacionam com a marca.

Por fim, padronize os impressos da empresa, incluindo os promocionais, e crie uma decoração interessante para as lojas físicas. Caso haja um e-commerce, faça seu layout de acordo com a identidade criada, para transmitir a mensagem desejada aos visitantes. Tudo isso fará com que o cliente se engaje quanto à marca.

Qual a importância da identidade de marca para a sua estratégia?

A identidade de marca de uma empresa transmite estabilidade e confiança aos clientes, facilitando sua identificação onde quer que esteja. Pense, por exemplo, na Apple. Quando você vê aquela maçã, já sabe que se trata de um produto da instituição, com a qualidade e a elegância características, não é mesmo?

Da mesma forma, é preciso que a marca que você está desenvolvendo seja conhecida e fixada na memória dos consumidores. Isso fará com que mais pessoas sejam atraídas e fidelizadas, aumentando as vendas.

Quais são os 4 grandes erros cometidos?

Depois de entender como funciona o processo de formação de uma marca, veja quais são os 4 grandes erros que podem fazer com que uma identidade não seja notada:

1. Não ter valores empresariais definidos

Algumas empresas passam completamente despercebidas pelo público. Os consumidores não conseguem entender qual é, de fato, a área de atuação, os ideais de mercado e os objetivos do negócio. Nesses casos, normalmente, não há uma boa identidade de marca — ou mesmo a instituição não se importou com esses detalhes no momento de sua criação.

Se o negócio não quer ser apenas mais um, é necessário se expressar de maneira firme e planejada. Para tanto, é importante que você padronize a forma com que a companhia se manifesta, seja a partir da logomarca, de materiais de divulgação ou das redes sociais.

2. Não se relacionar com o público-alvo

Um erro comum é não pensar no público-alvo no momento de criar a identidade de marca. É necessário levar em consideração o perfil do cliente ideal para que, assim, seus princípios sejam transmitidos de forma eficaz.

Se você não definiu o público, terá dificuldades em entender quais sensações a marca deve despertar e poderá cair no erro de desenvolver materiais sem foco. Por isso, faça uma pesquisa para decidir, ao certo, qual é o perfil dos potenciais clientes. Após isso, será mais fácil interagir adequadamente com as pessoas certas.

3. Não se conectar com os objetivos da marca

Algumas vezes, as marcas podem considerar o público-alvo que desejam alcançar e se expressar de maneira firme no mercado, mas falhar no momento de comunicar quais são seus objetivos. Portanto, faça com que as cores utilizadas e a forma de se comunicar com os clientes explicitem todos os motivos por trás dos interesses de venda.

4. Não fazer com que o público tenha boas experiências

Por fim, uma marca com problemas não permite que o cliente tenha uma boa experiência de uso. Isso acontece quando o processo criativo é feito de maneira desorganizada, sem que nenhum padrão seja seguido.

Algumas empresas compram imagens na internet ou baixam modelos prontos e se esquecem de customizá-las para atender aos interesses específicos do público e, também, transmitir mensagens.

Portanto, é importante que todo o processo de criação (mesmo de ofertas) seja acompanhado por profissionais que garantam sua qualidade. Isso permitirá que as pessoas identifiquem a marca facilmente e, além disso, sintam mais vontade de realizar a compra.

E então? O que achou dos passos necessários para se reformular uma identidade de marca ou torná-la mais eficiente? Embora muitos profissionais não deem a devida importância a esse item, ele pode fazer com que um negócio seja mais conhecido (ou reconhecido) no mercado.

Quer descobrir mais formas de padronizar marca, documentos e ofertas da empresa? Siga-nos nas redes sociais (Facebook, Instagram e LinkedIn) para acompanhar nossos conteúdos em primeira mão!

Conteúdos relacionados