Vale a pena desenvolver o seu próprio programa para fazer cartazes?

Vale a pena desenvolver o seu próprio programa para fazer cartazes?

Pricefy

8/8/2018

This is some text inside of a div block.
September 15, 2021
This is some text inside of a div block.

Um dos maiores desafios do varejo é alcançar e manter a eficiência operacional de seus processos, pois é ali que boa parte das margens de lucro estão. A tecnologia é uma grande aliada em diversos pontos dessa cadeia, que é complexa. E um bom exemplo disso é a forma do varejista lidar com a exposição de seus preços e ofertas no PDV.

Quando se trata de:

  • Criar altos volumes de cartazes
  • Troca constante de preços
  • Necessidade de ter uma gestão mais inteligente ou
  • Criar um padrão visual para sua loja

É muito comum que as empresas considerem ter um programa para fazer seus cartazes automatizados. Mas será que vale a pena desenvolver o seu próprio?

O que o varejista deve considerar antes de decidir desenvolver internamente ou contratar uma solução pronta de mercado? Neste artigo abordaremos alguns aspectos comparando essas duas alternativas para solucionar a necessidade de automatizar o processo de cartazeamento, confira!

E começamos com o MANTRA:

1. Foco no seu negócio

Simples assim: Foque no seu negócio, no seu dia-a-dia, e deixe para especialistas a tarefa de criar, manter e evoluir um programa para fazer cartazes! Cada um no seu quadrado!

2. Custo e retorno do investimento

Desenvolver um software com uma equipe interna sai muito caro. Imagine que será necessária toda uma equipe de especialistas em programação, que deverão trabalhar no desenvolvimento do programa por vários meses até que se chegue ao resultado mínimo. Essa equipe também precisará de infraestrutura de trabalho, que abrange desde as instalações físicas, mas principalmente tecnológicas, como custos com equipamentos, licenças e servidores. Ao contratar um programa para fazer cartazes, todos esses custos, da mão de obra à infraestrutura, ficam por conta do fornecedor da solução e você não precisa mais se preocupar em alocar seus recursos para esta finalidade.

3. Tempo

Quem precisa responder por resultados no varejo sabe que tempo é dinheiro. Ao desenvolver internamente uma solução é difícil prever quanto tempo será necessário para se chegar em algo que traga resultados. Ao passo que ao contratar um programa para fazer os cartazes, já está tudo pronto, testado e aprovado pelo mercado. E o varejista se beneficia dessa maturidade utilizando o que existe de mais moderno e de melhores práticas, permitindo ao varejista focar totalmente no que ele faz de melhor: cuidar da estratégia do seu negócio!

4. Integração

Uma das tarefas que mais consomem tempo e colocam em risco o trabalho de cartazeamento é seu processo realizado de forma manual e individual de geração dos cartazes com grande variedade de ofertas e condições comerciais. Esse processo expõe o varejista ao erro, mas a boa notícia é que já existem soluções que automatizam essas etapas através da integração de dados. Um bom programa para fazer cartazes permite total integração de dados, ou seja, ter flexibilidade para que os dados a serem utilizados nos cartazes possam vir de diversas fontes: digitados manualmente para necessidades pontuais, por importação de planilhas ou de campanhas e por fim, através da integração direta com seus sistemas. Essa flexibilidade, além de garantir a integridade dos dados evitando erros (de escrita e de preços), traz muita agilidade ao processo de geração de cartazes.

5. Integração

Ao desenvolver internamente um programa para fazer cartazes, uma trabalhosa e permanente tarefa é sua manutenção para manter a solução atualizada. Toda solução tecnológica precisa acompanhar a evolução do mercado e isso exige uma equipe dedicada com custos de infraestrutura agregados e que podem concorrer com outras demandas de TI (tecnologia da informação) que a empresa tenha.

Contratar um programa para fazer cartazes no modelo SaaS (Software as a Service) significa se beneficiar de atualizações e evoluções técnicas da solução de forma constante, realizadas por equipes especializadas e 100% dedicadas. O que garante foco e melhoria contínua na solução sem que isso acarrete custos adicionais ao varejista.

Por atender aos maiores varejistas do país, a Pricefy apurou estatísticas sobre o tempo de manutenção nos layouts dos cartazes em uma solução e constatou que chega a ser 10 vezes menor quando utilizada uma solução de mercado.

6. Customizações

Automatizar um processo com uma solução de mercado nem sempre significa que ele não pode ou não deve ser adaptado às necessidades particulares do seu negócio. A integração entre sistemas, como já comentado, além de outras, como a identidade visual e regras de negócio, são aspectos considerados por boas soluções de mercado uma vez que são cada vez mais projetadas para que sua adoção, instalação e uso sejam fáceis e ágeis.

7. Inovação

No caso do cartazeamento, um aspecto que chama a atenção é a gestão (ou melhor, a falta de). Quais são os indicadores desse processo? Como garantir que uma oferta está identificada no PDV? Quanto de insumo é consumido? Quais são os cartazes cuja validade da oferta se expiraram e precisam ser retirados do PDV?

8. Complexidade

É muito comum pensar que desenvolver um programa para fazer cartazes é algo simples, afinal precisamos incluir apenas o nome do produto e seu respectivo preço, certo? Errado!

Diversos fatores devem ser levados em consideração e, às vezes, somente no meio da implementação é que se descobre a real complexidade que uma solução como essa tem.

07 questões fundamentais para você responder antes de avaliar a melhor solução para gerar cartazes

  1. Quais são os modelos de comercialização do produto que são divulgados nos seus tablóides? Ex.: leve mais pague menos, parcelamento, cartão fidelidade, etc.
  2. Quais são os formatos que serão utilizados nos pontos naturais dos produtos (gôndolas)? Sabia que existem formatos mais otimizados para gôndola que fogem do padrão ISO (A5, A6, A7)?
  3. Será necessário criar “mosaicos” com grandes formatos (A2, A3) para os pontos extras a partir de impressão no papel A4?
  4. Será preciso incluir imagens de campanhas sazonais nos cartazes, como dia das mães ou black friday?
  5. Será necessário incluir nos cartazes informações úteis para os clientes como informações nutricionais, diferenciais do produto ou características técnicas?
  6. Como diferenciar promoções que são para produtos (ex.: suco natural de laranja), famílias de produto (ex.: suco natural – sabores) ou para toda uma categoria (ex.: todos os sucos)?
  7. Como garantir que a loja tenha impresso corretamente os cartazes referentes às promoções de uma determinada campanha?

Uma das vantagens de se contratar um programa para fazer cartazes é de ter acesso a uma tecnologia especializada, inovadora e que se dedica exclusivamente a aprimorar soluções para esse processo e suas particularidades.

Como você pode ver, um parceiro com conhecimento de mercado e soluções prontas, totalmente aderentes à realidade do seu negócio é algo bem mais vantajoso – e mais rápido!

Pricefy inova o jeito do varejista divulgar suas ofertas aos clientes dentro e fora da loja. É uma plataforma completa e robusta, que atua na criação e gestão de seu processo de cartazeamento. Quer saber mais? Fale com um de nossos especialistas e conheça todas as vantagens que seu negócio pode obter. 

Conteúdos relacionados