Tendências para o varejo físico: saiba o que o futuro reserva para o setor

Tendências para o varejo físico: saiba o que o futuro reserva para o setor

Heading

16/5/2022

This is some text inside of a div block.
May 16, 2022
This is some text inside of a div block.

O momento atual do varejo apresenta uma série de desafios e dificuldades para os gestores. Parte desses obstáculos gira em torno das mudanças no comportamento do consumidor, que devido aos avanços tecnológicos e aumento da concorrência está cada vez mais exigente. Neste contexto, a otimização do ponto de venda é primordial! Sendo assim, o lojista deve estar ciente das tendências para o varejo físico e se preparar para atender as exigências do consumidor.

Embora o crescimento do hábito de compra digital seja uma realidade, o ponto de venda físico ainda deve ser uma prioridade para o varejo. A tecnologia é de extrema importância e já conquistou seu espaço, entretanto, não substituirá a loja física.

Além de receber aqueles clientes que ainda não optaram fazer uma compra por site ou aplicativo, ela inevitavelmente fará parte da experiência de compra de um amplo público consumidor. Mas, para manter a competitividade no mercado, é necessário saber como trabalhar o ponto de venda.

Neste texto, você entenderá como os novos hábitos do cliente influenciam na necessidade de se inovar na loja física, e claro, as tendências que já podem ser implementadas no varejo físico. Boa leitura!

O novo comportamento do consumidor exige adaptações nas lojas físicas do varejo

Um dos principais fatores de transformação no varejo é a mudança nas expectativas e exigências do consumidor. O cliente busca por processos mais ágeis e práticos em todos os âmbitos da vida, graças a internet e aos avanços tecnológicos, que tornam tudo mais fácil e rápido.

Plataformas como o e-commerce, por exemplo, já fazem parte dos hábitos de consumo de grande parte dos clientes. Se comprar um produto pela internet é tão fácil, porque todas as outras compras também não podem ser assim?

A pandemia também acelerou o surgimento de novas possibilidades para o varejo e o processo de adaptação necessário. Em função do distanciamento social, a experiência de compra online cresceu muito e ainda continua se consolidando como um importante hábito de consumo em nossa sociedade.

Contudo, a loja física não pode ficar em segundo plano. Seja qual for o segmento, ela é, e ainda vai ser, por um bom tempo, prioridade ou necessidade para muitos clientes. Mas, para aproveitar isso, é necessário oferecer experiências que se aproximem das expectativas do novo consumidor.

Melhorar a experiência de compra também é importante para fidelizar aquele cliente que nunca deixou de realizar suas compras na loja física.

Portanto, a seguir, você vai conhecer as principais tendências para o varejo físico!

Autoatendimento: reduza as filas e elimine o tempo de espera nas lojas

Na busca por otimizar a loja física, o atendimento é um dos fatores mais importantes. Afinal, uma boa experiência de compra passa muito por como o cliente é recebido e conduzido na loja. E neste processo, o pagamento das compras é crucial, e um de seus maiores problemas é a demora para pagar e as filas que geralmente se formam nos caixas.

Por isso, o self-checkout é uma das principais tendências para o varejo físico. A solução, que promove o autoatendimento, visa dar ao cliente a autonomia para processar e pagar suas compras.

Ela pode ser disponibilizada por um totem, em que é possível pesar as mercadorias, conferir o valor e realizar o pagamento da compra, seja com cartão, pix, ou dinheiro.

Com o self-checkout, as filas da loja e espera para pagar os produtos são drasticamente reduzidas. O impacto também é grande nos caixas comuns, que deixam de estar sobrecarregados e podem atender melhor os consumidores.

O autoatendimento melhora a experiência de compra do cliente e ainda constrói uma imagem positiva para a marca!

Aceite criptomoedas e amplie as opções na forma de pagamento

As moedas digitais estão em ascensão no mundo financeiro e de negócios. Criptomoedas como o bitcoin, por exemplo, são cada vez mais utilizadas e surgem como uma nova forma de pagamento. Existe uma alta na demanda por pagamentos digitais e as criptomoedas fazem parte desse processo.

São dois caminhos possíveis para se aceitar as criptomoedas como método de pagamento. Um deles é a carteira digital que pode ser acessada pelo computador ou celular. Todavia, existe, ainda, a opção de hardware, um cofre físico que armazena os criptos em disco rígido.

Outra opção é o processador de pagamentos. Essa ferramenta realiza, de forma completa, todos os processos necessários para receber o pagamento.

Mais segurança, menores taxas e agilidade estão entre os maiores benefícios das moedas digitais. Aceitar o cripto como pagamento é abrir a loja para todas essas vantagens e permitir que os clientes possam usufruir delas no seu estabelecimento!

Omnichannel e integração com o online: uma tendência para o varejo físico

Uma das grandes ideias deste texto é perceber que a tecnologia não substitui o ponto de venda físico. Indo além, é necessário compreender que a tecnologia e as ferramentas digitais complementam e são cruciais para a loja física. Por isso, a experiência omnichannel é uma das grandes tendências para o varejo físico.

A omnicalidade é o ponto de encontro, o equilíbrio e o complemento entre a experiência digital e a física. Nesta abordagem, a jornada de compra pode começar na internet, pelo site ou aplicativo, e terminar na loja física, com a retirada do produto.

O inverso também faz parte do omnichannel. Afinal, a loja física pode estar integrada e se comunicar com a experiência digital que o usuário teve com aquele estabelecimento.

No entanto, para oferecer uma experiência omnichannel, a loja precisa, de fato, integrar o mundo físico e o digital. Todos os canais precisam funcionar juntos e estabelecer experiências de qualidade, e que, sobretudo, se conectem!

Experiência de compra em outro patamar com a realidade aumentada

Quando se fala otimização da loja física, existem vários aspectos de extrema importância. Já abordamos o atendimento, forma de pagamento e integração com os canais digitais. Outros fatores, como sinalização da loja, aclimatação, limpeza e organização são básicos, contudo muito importantes.

Mas o que existe em comum entre eles é a preocupação com a experiência do shopper!

E se falamos em clientes mais exigentes, que estabelecem novas expectativas, uma delas é por experiências mais divertidas, com mais informação e interação. Tudo isso se encontra no conceito de realidade aumentada, que ganha cada vez mais espaço no varejo.

A RA promete gerar um patamar mais elevado não só para a experiência de compra, mas para o contato do cliente com o marketing e feedback.

Além disso, marcas importantes do varejo já usam a ferramenta para integrar o mundo físico com o virtual, promovendo experiências divertidas e interativas. É possível experimentar maquiagem, roupas, com o auxílio de sistemas de RA.

Esse tipo de experiência é muito produtivo, para além de impactar pela modernidade, e proporcionar momentos divertidos. Ela ajuda a facilitar a compra ao realizar uma imersão do cliente com o produto que deseja utilizar!

A loja física é o futuro! Prepare a sua loja para as tendências do varejo

E-commerce, sites, aplicativos, nada disso tira a importância da loja física. Esse texto evidenciou que as tendências para o varejo físico passam por tecnologias que otimizam a experiência de compra do shopper nas lojas.

A integração do varejo físico com o digital também é um ponto cada vez mais importante. A loja física é o futuro, desde que você saiba como otimizar o ponto de venda e modernizá-lo ao longo do tempo.

A omnicanalidade é um dos conceitos mais ricos para entender mais sobre essa integração. Baixe o nosso ebook e saiba tudo sobre o Omnichannel!

Conteúdos relacionados