Ticket médio no varejo: aumente o valor da sua loja com 5 dicas

Ticket médio no varejo: aumente o valor da sua loja com 5 dicas

Heading

21/7/2022

This is some text inside of a div block.
July 28, 2022
This is some text inside of a div block.

A gestão do varejo lida diariamente com o desafio de elevar os lucros. Existe uma série de conceitos que ajudam a mensurar o desempenho para melhorar os resultados. Um dos principais é o ticket médio, uma métrica que diz o valor gasto, em média, pelos clientes em uma loja.

O monitoramento e a avaliação desse indicador ajuda em muitos processos que têm como objetivo final aumentar o faturamento de um negócio.

Neste texto, você entenderá o que é esse indicador e qual é a sua importância. Além disso, confira 5 dicas para aumentar o ticket médio no varejo. Boa leitura!

O que é e qual a importância do ticket médio no varejo?


O ticket médio é um importante indicador de desempenho no varejo. Ele indica quanto os clientes gastam em sua loja, e assim ajuda a acompanhar a evolução das vendas. Além disso, a métrica ajuda no estudo e monitoramento de aspectos fundamentais para o sucesso de um empreendimento.

Um dos fatores que o ticket médio permite acompanhar é o desempenho dos vendedores. O número de vendas e o tempo gasto em cada atendimento, por exemplo, contribui na análise da qualidade do trabalho realizado pelos colaboradores.

O ticket médio ainda pode ser utilizado para entender o comportamento dos clientes e avaliar produtos e serviços. Contudo, é indispensável saber como trabalhar as métricas de forma estratégica na gestão.

É necessário definir metas que ajudem a mensurar resultados. Elas também criam desafios que motivam toda a equipe. O objetivo deve ser garantir que o ticket médio cubra todos os custos e aumente a margem de ganhos.

Quanto maior o ticket médio, maiores terão sido os gastos dos clientes em sua loja, e logo, maior será o lucro! 

Como fazer o cálculo


O primeiro passo é identificar o número de vendas realizadas durante um mês e o faturamento ao longo deste mesmo período. Então, você divide o faturamento pela quantidade de vendas para aferir o ticket médio do mês. 

Dessa forma, se sua loja somou R$ 70 mil em 700 vendas ao longo do mês, significa que cada cliente gastou R$ 100, em média. Ou seja, o ticket médio da loja, neste mês, foi de R$ 100!

Portanto, assegure que todas as vendas sejam registradas e contabilizadas diariamente, para que o monitoramento seja possível.  A partir dos dados disponíveis, se tem a possibilidade de analisar o histórico, fazer ajustes e mudanças ao longo do processo. Sempre com o mesmo objetivo: elevar o ticket médio!

Agora você já sabe o que é essa métrica e sua importância para um empreendimento no varejo. Chegou a hora de saber as estratégias mais eficazes para aumentá-lo e melhorar o faturamento de sua loja!

Separamos 5 dicas para aplicar a realidade de uma empresa!


1) Entenda o comportamento de compra do cliente


Para aumentar o ticket médio no varejo, existem apenas dois caminhos: elevar o volume de vendas e fazer vendas de maior valor. E em qualquer aspecto no varejo, seja qual for o objetivo, um dos primeiros e mais importantes processos será sempre conhecer o público. É o caminho para entender como fechar mais vendas e incentivar compras maiores.

Para isso, é primordial entender o perfil de compra do consumidor. Existem algumas perguntas que precisam ser respondidas neste momento. Quais são as motivações, necessidades, problemas e dores que envolvem o momento de escolha do shopper. 

Ao obter essas respostas, uma série de estratégias são plausíveis. Você consegue identificar as sensibilidades do público, e então agir para explorá-las e suprir as necessidades. Isso envolve preços, produtos, condições especiais e outros aspectos que você entenderá nas dicas seguintes!


2) Ofereça pacotes de produtos e serviços


Se o desafio é vender mais e por valores maiores, uma ótima saída é vender produtos e serviços em conjunto. Ou seja, montar pacotes que fazem com que o cliente feche compras maiores e eleve o seu ticket médio. 

Essa estratégia ainda se destaca por outros aspectos. Para ser executada, é necessário, por exemplo, diversificar o mix de produtos. Com criatividade, a loja oferece kits especiais e personalizados. Isso funciona, também, como uma forma de se diferenciar. O cliente sente que há um tratamento personalizado e melhora sua percepção sobre a marca.

No entanto, para que a ideia funcione, um dos aspectos cruciais é um bom trabalho de marketing. O shopper precisa entender que está saindo em vantagem, mesmo comprando e gastando mais. Por isso, o teor promocional das ofertas e seus benefícios precisam ser promovidos com eficácia nos anúncios!


3) Trabalhe com o cross-selling e o upselling


O cross-selling e o upselling são dois conceitos fundamentais para quem deseja elevar o ticket médio no varejo. Assim como o pacote de produtos, eles buscam aumentar o valor de uma compra.

No caso do cross-selling, a estratégia é oferecer produtos e serviços extras, ou complementares. Imagine o contexto de uma loja de eletrônicos. Se o cliente deseja comprar um teclado eletrônico, porque não incentivá-lo a levar um mouse ou um fone de ouvido? Caso essa sugestão seja feita corretamente, é viável convencer o shopper!

Já o upselling consiste em sugerir a aquisição de um produto a mais, com qualidade superior e valor mais elevado. Se o consumidor procura uma cama específica para comprar, ele pode receber a sugestão de um modelo ainda melhor. Embora esse cliente tenha que gastar mais, ele pode ser convencido de que vale a pena um investimento maior.


4) Otimize o PDV e a qualidade da experiência


Já que falamos em cross-selling e upselling, é um ótimo momento para falar da organização do PDV. Isso porque esses conceitos, sobretudo o primeiro, só são possíveis se houver coerência e eficácia no planograma, por exemplo. A disposição das mercadorias nas gôndolas é essencial para um bom desempenho nas vendas!

No conceito de cross-selling, é importante posicionar produtos correlacionados e que se complementam próximos uns aos outros nas prateleiras. Também é indispensável saber como priorizar os produtos mais caros ao organizar as gôndolas.

Além disso, a experiência de compra no PDV é outro fator essencial. Quanto mais tempo o cliente ficar na loja, mais chances ele tem de fechar uma quantidade maior de compras. Além disso, ele precisa se sentir confortável e bem atendido. Só assim é possível conquistar esse consumidor.


5) Promova programas de fidelidade para o shopper


Fidelizar o shopper
é muito mais prático e barato do que conquistar um novo cliente. Fazer isso é, também, fundamental para aumentar o ticket médio no varejo. Afinal, um cliente fiel gasta mais e compra mais vezes em sua loja. Portanto, essa é uma das chaves do sucesso.

Os programas de fidelidade são muito úteis para se trabalhar a fidelização do consumidor. É uma forma de incentivar esse relacionamento mais próximo e fiel. A execução pode ser feita por meio de sistemas de cashback, por exemplo. 

Oferecer descontos exclusivos e promoções especiais estimula o cliente a comprar mais vezes, e claro, fazer compras maiores. E como a recorrência é um dos fatores mais importantes na busca por elevar o ticket médio, criar um programa de fidelidade passa a ser uma medida essencial!

-

Agora você já sabe tudo o que é preciso para aumentar o ticket médio de uma loja no varejo. Curtiu as dicas? Acompanhe a Pricefy nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram, Linkedin e Youtube.

Conteúdos relacionados