Como trabalhar o marketing sensorial no varejo?

Como trabalhar o marketing sensorial no varejo?

Heading

5/1/2022

This is some text inside of a div block.
February 9, 2022
This is some text inside of a div block.

Em um setor tão competitivo como o varejo, é necessário buscar alternativas que diferenciam o seu negócio dos seus concorrentes. Por isso o marketing tem criado novos métodos para fortalecer o vínculo entre a marca e o consumidor, a partir de uma abordagem cada vez mais humanizada, mas, além disso, tem reforçado estratégias antigas, que ainda funcionam e tem grande impacto sobre o cliente. Estamos falando sobre o marketing sensorial no varejo.

Neste post, você vai entender o que é o marketing sensorial e como ele pode melhorar exponencialmente os resultados no varejo. Além disso, listamos algumas dicas para traçar estratégias eficientes e promover o melhor funcionamento desta técnica em sua loja!

O que é o marketing sensorial

Atrair a atenção do público é um grande desafio para quem quer vender mais e conquistar novos clientes. Por isso, existem muitas estratégias de comunicação para se destacar e superar a concorrência. Uma delas busca aguçar os 5 sentidos humanos e criar uma percepção única sobre as marcas.

O marketing sensorial é uma estratégia que tem como objetivo gerar valor para uma marca a partir de estímulos sensoriais. O paladar, visão, tato, olfato e audição do consumidor são explorados para criar uma atmosfera favorável à compra, que aguce no cliente a vontade de consumir e ainda ofereça uma experiência de compra diferenciada.

Na prática, o marketing sensorial pode funcionar de diversas formas. É possível trabalhar um dos 5 sentidos humanos, ou mais de um deles em conjunto. Você pode utilizar iluminações especiais, emitir um aroma suave ou colocar uma música que torne o ambiente mais agradável.

Agora você já sabe o que é o marketing sensorial no varejo, entretanto, é necessário aprofundar os conhecimentos sobre esta técnica poderosa! Afinal, como os estímulos sensoriais podem otimizar a relação da empresa com o consumidor e potencializar as chances de conversão? E como executar, na prática, o marketing sensorial no varejo? É o que você vai entender a seguir!

Os benefícios do marketing sensorial no varejo

A função do marketing sensorial no varejo é aumentar as chances de gerar conversões de valor para o negócio. Por isso é tão importante buscar técnicas que garantam a qualidade deste processo, e utilizar dos estímulos sensoriais é uma das principais estratégias. Seu grande diferencial está na otimização da experiência de compra do cliente.

O marketing sensorial vai além das palavras e dos recursos gráficos, ele se conecta com sensações humanas, como o olfato, o tato, a visão, a audição e o paladar. O uso dos sentidos cria uma conexão emocional muito forte com o consumidor, além de reforçar uma relação mais humanizada, o que exerce maior influência no comportamento de compra.

Falando nisso, a experiência de compra é um processo que ajuda a reforçar os valores que uma marca quer transmitir. Portanto, além da qualidade dos produtos é necessário vender o valor da marca e os benefícios que ela pode proporcionar ao consumidor. Tudo isso se torna mais forte quando os aspectos são visíveis, palpáveis, audíveis… sensíveis!

Os sentidos são cruciais para as tomadas de decisão. Eles são os responsáveis pelas sensações assimiladas pelo cérebro, que geram a vontade de comprar determinado produto e a impressão sobre uma experiência de compra. É por isso que o marketing sensorial pode ter um impacto tão poderoso na gestão do varejo.

Na prática: estratégias para o marketing sensorial no varejo

Já deu para compreender o poder do marketing sensorial no varejo, certo? Agora vamos entender como aplicá-lo na prática e as formas mais eficientes de se fazer isso ao longo da experiência de compra do cliente. Afinal, são muitas as possibilidades e agora é importante usar a criatividade para criar experiências atrativas.

Para se comunicar com os sentidos do cliente de forma eficaz, é importante entender o comportamento deste consumidor. Sendo assim, você deve aprender, a partir de estudos e dados, quais são os anseios e as dores deste público. Depois, o trabalho é sincronizar tudo isso com as características da marca, para que a comunicação seja fiel à sua identidade!

Entretanto, é necessário começar devagar. Não dá para aplicar diversas estratégias de uma vez só, isso pode confundir os sentidos dos consumidores e produzir um resultado negativo, contrário ao que se espera. O ideal é testar, aos poucos, algumas alternativas e sentir a reação dos clientes para chegar a um produto final de qualidade.

Também é crucial entender os sentidos corretos que se deve aguçar. Pois, eles variam conforme a área do varejo e o tipo de produto que é comercializado. Além disso, é fundamental entender o que a concorrência faz, suas falhas e virtudes, para se diferenciar e oferecer uma experiência única em seu estabelecimento. Mas nunca faça o mesmo!

Uma boa estratégia de marketing sensorial deve se repetir em todas as unidades, caso seu negócio conte com mais de uma loja. Lembre-se que essas sensações fazem parte da identidade de seu estabelecimento, e os estímulos devem ser os mesmos em todas as lojas. Assim é possível criar uma experiência de compra realmente única.

Dicas para explorar cada um dos 5 sentidos

Quer trabalhar o marketing sensorial no varejo? Para fechar este guia, separamos alguns exemplos de práticas para explorar cada um dos 5 sentidos em uma loja!

Olfato

É o sentido mais estimulado por diferentes setores do comércio. Proporcionar um aroma especial em sua loja tem um poder enorme na construção da memória do consumidor sobre o estabelecimento!

Tato

Os clientes gostam de sentir a textura dos produtos e isso costuma ser decisivo na percepção sobre a qualidade deles. Por isso é importante otimizar o sentido do tato na experiência de para que as sensações levem à decisão de consumir o produto!

Visão 

O Marketing Sensorial reforça a importância da identidade visual no varejo. Logo, as cores e os aspectos visuais devem ser utilizados de forma estratégica para que o cliente tenha a melhor percepção possível sobre sua marca ao visualizar os recursos gráficos na loja! Veja como as cores influenciam no comportamento de compra do consumidor

Audição

Uma música agradável aos ouvidos do cliente pode ser fundamental para que ele permaneça por mais tempo na loja. Aliás, recursos sonoros produzem sensações que podem alterar o humor do consumidor, e se a escolha for bem feita, estimulá-lo a consumir!

Paladar

Ao contrário do que se imagina, este sentido não funciona apenas em empresas do ramo de alimentação.  Portanto, fazer uma degustação, servir um bom café ou biscoitos deliciosos para os clientes torna o ambiente da loja mais agradável e melhora consideravelmente a experiência de compra!

O marketing sensorial tem ganhado cada vez mais espaço no varejo e pode ser decisivo para melhorar os seus resultados. Quer saber outras tendências importantes para o varejo em 2022? Então veja algumas tendências que podem alavancar os resultados e aumentar o alcance da sua marca. 

Acompanhe a Pricefy nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram, Linkedin e Youtube.

Conteúdos relacionados